quinta-feira, 25 de junho de 2009

Só mais uma -


Décédé –


Téo Malvine –


. Com uma grande amizade morre mais um grande ídolo, morre de overdose, com suas próprias palavras se engasga. Se mata e continua vivendo na infâmia, porque sem uma dose de ego não agüenta a abstinência e de nada nada valerá, não goza de consideração porque não quer ver [...] nada que se projete para além do próprio nariz, porque Narciso acha feio o que não é espelho.


. Com a morte de um grande ídolo tudo o que sobra é pena, a consideração não se vê porque não existe, a admiração não se vê porque não se admite, e eu paro pra assistir o fim deste filme, como um narrador-personagem que desiste. [...] Mais um morre entre os iguais na infame tentativa de mostrar-se diferente, morre absolutamente obsoleto, morre mais um estranho, morre o homem sem medo.

4 comentários:

Hay Lindoso disse...

Narciso acha feio o que não é espelho.

*-*

- Samyle Lindsay - disse...

Acontece, meu jovem, que de nada adianta um layout bonito se não funciona.

Sacou?

Eu prefiro aquele mesmo, mais simples e limpo. :)

- Samyle Lindsay - disse...

:O

Não foi um desaforo! Eu falo assim mesmo uai! xD

Ai ai, você é tudo mesmo. :)

safira disse...

isso aqui nao tem nada a ver com Michael jackson