quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Só mais uma -

A Vila –

Téo Malvine –

. Devia ao menos ter dito aonde foi ou escrito um recado com amor. Podia ter deixado entre os imas da geladeira dizendo a que horas iria retornar.

. Bom dia, hoje acordei mais cedo, meu amor. Eu já preparei o arroz, se tivesse dito que viria eu faria pros dois.

. Eu nunca cansei de esperar ouvindo o toca fitas no bar próximo daquela estação, na esperança de o trem parar pra te desembarcar.

. Sorria, de repente um ano se foi, mas podemos deixar pra depois o ritual de comemoração. Se quiser descansar, por mim, tudo bem.

. A vida não é justa para ninguém, não foi quando você se foi me deixando aqui, mas o destino retribuiu e eu perdôo outra vez, só mais essa vez.

. Eu sabia que iria voltar. Mas me diga como é o mar e as luzes da grande cidade que iluminam as ruas escuras por onde andar.

3 comentários:

nayane disse...

caramba...
adorei...
lindo!!
;D

Caroline Nogueira disse...

teoziinho te encontrei aqui nessa budega!! beiijos

mimi disse...

Gosteiii demias ... Parabéns =)