domingo, 7 de dezembro de 2008

Só mais uma -

Hoje Chove –

Téo Malvine –

. Se do acaso por acaso outra estrela vier morrer um outro dia, outra hora, de qualquer forma devastando um coração. Eu pediria todo dia, queira Deus não ser você.

. E se todo dia ondas desfazem milhões de nomes no chão afogando nossas marcas não sabendo de quem são, eu beberia toda água só pra não apagar o seu.

. Mas hoje chove, não há estrelas nem onde escrever, e mesmo que não fosse assim não temos amor pra proclamar. Não me acorde, hoje é um bom dia pra sonhar, de iludir-se pra não chorar, de esboçar em si um sorriso amarelo onde não há.

. E não me acorde, porque hoje chove, meu amor. Porque hoje chove e não tenho o teu calor.

Um comentário:

safira disse...

''E se todo dia ondas desfazem milhões de nomes no chão afogando nossas marcas não sabendo de quem são, eu beberia toda água só pra não apagar o seu.''

Téo, isso é tão liindo! *_____________*